terça-feira, 16 de outubro de 2007

PROCURA-SE


um olhar que viva e deixe viver...
um colo amigo, pra quando nas horas de caos padecer...
um ouvido aberto,pra eu encher...
um toque carente de amar, onde possamos trocar sem me culpar...
que viva e seja livre pra voar...
Mas que ao dia findar,
sempre volte pros meus braços,
pra que até em sonho possamos nos encontrar...

Um comentário:

denisesh disse...

oi fá...amei esse poema kkk aliás finalmente vim conhecer o blog e adorei mais é preciso tmpo p ver tudo...bjssssssss